.Tâmega em Perigo

Quarta-feira, 9 de Abril de 2008

Indisciplina nas escolas

Ainda há alguns anos abandonei o ensino secundário, vindo de uma escola pacífica de uma pequena cidade do norte, rumo a Lisboa, mais propriamente à Faculdade de Direito de Lisboa. Já na época existiam problemas de indisciplina na minha e em outras instituições do ensino - mas nunca como me relatam agora, amigos e familiares professores.
A oposição diz que a culpa é do governo, a ministra não responde, as Federações de Associações Pais continuam a resumir-se à inutilidade que sempre as caracterizou e as Associações de Estudantes, que inúmeros Conselhos Directivos/Executivos, constituidos por professores, se dedicaram durante anos a destruirem, agora fazem falta - como meio para mediarem relações entre alunos e docentes.
Os professores nunca estiveram tão revoltados, quanto ao regime de avaliação com uma razão relativa, quanto à indisciplina com motivos, fundamentados, que devem fazer o governo agir, procurar soluções - nomeadamente para proteger os docentes e responsabilizar os familiares de alunos que não sabem e não querem estar na escola.
Falo como é óbvio do vídeo, o polémico vídeo de agressão a uma professora, que tem justamente revoltado as comunidades escolares, mas também a sociedade civíl em geral. Não consigo perceber como é que a docente agredida e a escola em questão não agem judicialmente contra a estudante agressora - um tratamento rígido contra esta "sra." e contra quem filmou e divulgou o vídeo, deviam servir de exemplo, aos que no futuro tentem prevaricar as regras da escola pública.
Não sei se o tratamento político deste problema deve passar por uma alteração do estatuto do aluno, se deve pelo contrário levar ao ressurgimento das Escolas de Correcção, ou se tudo isto pode ser substituido pela atribuição de mais poderes aos docentes. Quer-me parecer, no entanto, que a solucção óbvia, como já o havia dito, passa indubitavelmente pela responsabilização dos Encarregados de Educação, que têm que começar a ser multados monetariamente pelas irresponsabilidades dos educandos - só assim, infelizmente, os podemos fazer reflectir sobre o comportamente daqueles que deviam educar.


publicado por João Gomes às 10:57, no blogue «Aquela Opinião»
publicado por negra às 03:23
link do post | comentar | favorito

.Rádio Negra

.Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. SÓCRATES E A LIBERDADE,

. Se o óbvio não interessa

. Até parece que conhecem o...

. CARTA ABERTA AO SENHOR AL...

. Avaliação dos professores...

. Viva a política em Portug...

. ERMELO A PAR DAS ATROCIDA...

. ALERTA!!

. SALVAR O TÂMEGA E A VIDA ...

. «MANIFESTO ANTI-BARRAGEM»...

. MANIFESTO ANTI-BARRAGEM (...

. Chefe da Comissão de Aval...

. Em Movimento

. BARRAGEM? NÃO, OBRIGADO!

. BARRAGEM DE FRIDÃO - Prog...

. Burlados pelo bem-estar

. Português: más notas por ...

. Criancinhas

. EDUCAÇÃO EM PORTUGAL: CON...

. O Ensino da Fraude

.arquivos

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Hang sond

.links

.tags

. todas as tags

.Educar vs Instruir, Agostinho da Silva

.a escola no reinado da Maria de Lurdes

.TÂMEGA: imagens de arquivo

.Crime no TUA

.Jiddu Krishnamurti -pensamento

.MOVIMENTO

blogs SAPO

.subscrever feeds